0

Polêmica Sobre os Grãos Integrais

Qual a diferença do grão integral para o grão refinado?

Os grãos integrais têm uma capinha de fibra o resto é amido (conjunto de moléculas de açúcar) no Brasil, o grão mais ingerido é o trigo, pães, massas, biscoitos, quase todos os alimentos industrializados tem farinha de trigo.

Se analisarmos o que compõe a maior parte de um grão de trigo, veremos que é amido, existe um pouco de fibra na casca, alguns nutrientes no gérmen do trigo que é descartado no refino.

Cereais como o trigo e o arroz integral, contém praticamente a mesma quantidade de carboidrato que os alimentos refinados. Quando dizemos que o grão integral é uma boa fonte de fibras é o mesmo que dizer: é bom consumir sucrilhos porque na caixa diz que ele é fonte de 9 vitaminas (o fabricante acrescenta vitaminas sintéticas), o sucrilho é puro amido e açúcar!

Um alimento fonte de “X”, significa que a maior parte é “X”. Por exemplo: clara de ovo é uma boa fonte de proteína, mais de 90% é proteína (tirando a água o resto é praticamente só proteína).

O feijão é uma boa fonte de proteína? Não, ele é 70% carboidrato, tem proteína, mas é uma boa fonte de carboidrato.

O trigo é uma boa fonte de amido. Boa fonte de fibras são as folhas verdes e os vegetais de baixo amido, brócolis, abobrinha, rúcula, couve, é basicamente só fibras e água, elas são uma boa fonte de fibras.

A carga glicêmica dos grãos integrais sempre será alta, não tem diferença significativa nos níveis de insulina.

Deixar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados